Apla-Embrapa busca matérias-primas para produção de etanol 2G
Logotipo Apla Sugarcane
EN ES PT

Embrapa busca matérias-primas para produção de etanol 2G

Com o objetivo de avaliar o potencial das matérias-primas para produção de etanol de segunda geração, a Embrapa Agroenergia, localizada em Brasília, DF, tem realizado testes com diversas metodologias já descritas no Brasil e no exterior. As análises das biomassas, que são oriundas de um projeto da Empresa para identificar matérias-primas adequadas para a produção do biocombustível, são realizadas nos laboratórios da Embrapa Hortaliças e da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, ambas no Distrito Federal.
“O desdobramento da celulose em glicose é fundamental para que os microrganismos consigam consumir esse açúcar e assim produzir o etanol. A quebra das cadeias celulósicas é feita pela ação de enzimas, ou por combinação entre métodos físicos, químicos e enzimáticos”, explica uma das responsáveis por este trabalho, Cristina Machado, pesquisadora da Embrapa Agroenergia.
Para ela, o Brasil tem grande potencial nesta área. “A produção de etanol de segunda geração é de grande importância para o Brasil, pois além de ampliar a oferta do combustível, possibilita produzi-lo durante todo o ano e também em regiões onde não se planta a cana-de-açúcar”.
Entre as matérias-primas já analisadas, as de origens florestais são as que têm maior percentual de celulose, embora o alto teor de lignina atrapalhe a hidrolise e comprometa o processo de produção do etanol de segunda geração. Com estas informações, podemos desenhar os próximos passos, até a produção final do biocombustível”, destaca Dasciana Rodrigues.


Fonte: ProCana Brasil via JornalCana on-line