Apla-Espaço maior para a energia de bagaço de cana
Logotipo Apla Sugarcane
EN ES PT

Espaço maior para a energia de bagaço de cana

Apesar de garantir maior rentabilidade do que o açúcar e o etanol, a venda de energia extra produzida com bagaço de cana ainda está restrita a um terço das usinas em operação no País.
Vale lembrar que todas as usinas sucroalcooleiras do Brasil são autossuficientes em cogeração de energia com bagaço da cana. No entanto, das 354 unidades em operação, apenas 127 vendem sua energia extra para o mercado distribuidor, com contratos de longo prazo.
Atualmente, a cogeração representa de 8% a 10% do total da receita das usinas. No mercado à vista, o preço da energia de biomassa atingiu seu pico de R$ 822 no ano passado e hoje está em torno de R$ 320.
A capacidade instalada das usinas é de 9.339 MW (megawatt), incluindo consumo próprio, o equivalente a cerca de 70% da Usina de Itaipu, de acordo com levantamento da União da Indústria da Cana-de-açúcar (Unica). A energia produzida com o bagaço é sazonal, de abril a dezembro, período de colheita da cana e também de estiagem no País. Até 2021, a capacidade instalada das usinas poderia atingir 22 mil MW, estima a Unica.
 
 
Foto: Ricardo Funari
Fonte: O Estado de S. Paulo via UDOP