Apla-Estrangeiros do ISSCT 2013 conheceram polo sucroenergético no interior de São Paulo
Logotipo Apla Sugarcane
EN ES PT

Estrangeiros do ISSCT 2013 conheceram polo sucroenergético no interior de São Paulo

O Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool) com apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção e Exportações e Investimentos) coordenou nos dias 28 e 29 de junho o Pós-Congresso do ISSCT 2013 (International Society of Sugar Cane Technologists).

A atividade consistiu na visita de congressistas estrangeiros às empresas fornecedoras de tecnologia para o setor sucroenergético, participantes do Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution.

Participaram da ação 120 estrangeiros, vindos de países dos cinco continentes. De acordo com o diretor executivo do Apla, Flavio Castelar, a atividade foi fundamental para mostrar como está instalada a indústria nacional, “Nossa indústria sucroenergética é mundialmente reconhecida por sua qualidade e capacidade de produção. Aqui, pudemos demonstrar o estado da arte da tecnologia”, disse Castelar.

Em Piracicaba, os especialistas estrangeiros visitaram a Dedini, a General Chains do Brasil, a Unimil, a Case e a Mausa. No município de Matão, os congressistas conheceram as instalações da Civemasa/Tatu Marchesan e da Baldan. Já em Sertãozinho, a delegação seguiu para a Sermatec e a Simisa e, em Serrana, os estrangeiros visitaram a Sermag.

O presidente da Ceise (Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis), Antonio Eduardo Tonielo Filho colaborou para a realização da visita técnica em uma das unidades de seu grupo, a Usina Viralcool em Sertãozinho, onde os congressistas foram recebidos pelo representante da Case, Leonardo Barbieri e por técnicos da Tracan – revenda Case em Ribeirão Preto - para conferirem o funcionamento da colheita mecanizada e a logística da cana-de-açúcar nas usinas brasileiras.

Assessoria de Imprensa: Jornalista responsável – Luciana Corrêa (MTB 31881)

Telefone: (19) 3402-5573

E-mail: assessoria@ozoniopropaganda.com.br