Apla-Museu da Cana-de-açúcar está mais próximo da inauguração
Logotipo Apla Sugarcane
EN ES PT

Museu da Cana-de-açúcar está mais próximo da inauguração

Construído em 1881, o galpão pertence ao Engenho Central, pretender resgatar história de uma das atividades mais antigas no país

 

 

O Galpão 5B, local que receberá eventos e exposições temporárias do Museu da Cana-de-açúcar de Piracicaba, teve sua reforma e restauração concluídas esta semana. Construído em 1881, o galpão pertence ao Engenho Central, que se transformará em museu, como forma de resgatar a história de uma das atividades mais antigas no país, a cultura canavieira.

Para William Nacked, presidente do Instituto Brasil Leitor, que juntamente com a prefeitura de Piracicaba é responsável pela coordenação executiva do museu, afirma que a conservação do prédio é importante para compor a história da cana-de-açúcar.  “Tivemos a preocupação de manter as características históricas do galpão. Estamos contentes de entregar a primeira parte de uma obra que se tornará um espaço pleno de atividades culturais e de negócios”,

Segundo a secretária municipal da Ação Cultural Rosângela Camolese, a economia de Piracicaba (SP), foi estruturada pelo mercado sucroenergético, e a instalação do museu na cidade fortalece esta relação. “A economia local está relacionada ao mercado sucroalcooleiro. Além disso, o setor é uma das principais bases da economia brasileira e faz parte da história nacional. Por isso, o Museu da Cana-de-Açúcar não será apenas um patrimônio de Piracicaba e região, mas um patrimônio do Brasil e de todos os brasileiros”,

Empresas do setor participam como fomentadores do projeto. Juliano Prado, Diretor Executivo de Bioenergia e Administração da Raízen comemora a conclusão desta primeira etapa.  “Ficamos satisfeitos com a finalização do restauro deste primeiro prédio, que demonstra o grandioso valor cultural do projeto. Além disso, a magnitude arquitetônica da obra e a importância econômica e cultural de Piracicaba tem atraído empresas dos mais variados setores. A localização central do Museu, às margens do Rio Piracicaba, projeta a marca dos patrocinadores agregando empresas nacionais e internacionais que prezam pela sustentabilidade da história e do desenvolvimento industrial. É excelente a visão da Prefeitura Municipal e do IBL de fazer esta riquíssima contribuição ao município.”